fbpx

Começou a temporada de caça

Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A gente já começa a ver as redes de rádio, TV e jornais à caça dos candidatos para as entrevistas e debates. Tenho acompanhado. Por enquanto, estão em cena os candidatos à Presidência da República. A TV Folha, do Grupo Folha de São Paulo está mais ativa. Dizem que a política mudou, contudo, nada diferente há nas entrevistas com os candidatos que confirme isso. Nem os jornalistas, nem os políticos mudaram.

O Brasil caminha com os problemas de sempre. Agravados é verdade. Uma taxa altíssima de desemprego. A criminalidade em terra pátria anda de fazer inveja a Chicago do tempo de Al Capone e à Sicília da máfia italiana. Mata-se qualquer um por qualquer dinheiro e até por dinheiro algum.

No entanto, a preocupação central dos jornalistas entrevistadores e dos candidatos tem sido os motivos das alianças políticas, a relação que eles terão com o Congresso Nacional promíscuo e outras bobagens iguais.

Isso é ruim pra imprensa? Nem tanto, mas é péssimo para os candidatos. O povo passa ao largo e isso não tira o emprego dos jornalistas, mas tira a chance de vitória dos candidatos. Eles, portanto, deveriam assumir as rédeas nas entrevistas. Colocar em pauta os temas que, de fato, interessam à população. E apresentar, com honestidade suas opiniões, sem se socorrerem na marquetagem.

Os candidatos já deveriam saber, pela experiência que o Brasil já tem larga neste campo, que o papel dos jornalistas designados para cobrir as campanhas não é informar. É derrubar. É caçar os candidatos à exaustão.

Por que os candidatos caem nas armadilhas?

Porque os entrevistados falam com os jornalistas, respondem a eles. Esquecem ou não percebem que os entrevistadores são simples veículo, por onde os candidatos devem passar rápido para chegar aos eleitores.

Por Jackson Vasconcelos

Mais Publicações

Artigos distribuidos

NO DIA EM QUE DEUS SE ARREPENDEU…

Domingo de Páscoa de 2024.  “Viu o Senhor  que a maldade do ser humano se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo

Quer aprender mais sobre política?

Conheça nosso curso.