fbpx

O EMBAIXADOR EDUARDO BOLSONARO.

Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

O Presidente Jair Bolsonaro não completou ainda o sétimo mês de governo e deseja nomear o filho, deputado federal, Eduardo Bolsonaro para a Embaixada do Brasil em Washington. Será? O Presidente quer isso mesmo? O filho estaria disposto a renunciar ao mandato para exercer a função? É difícil responder a essas perguntas com convicção, porque não é possível alguém adivinhar o que passa pela cabeça dos outros. Mas, conhecendo a estratégia de comunicação adotada pelo presidente, estou autorizado a duvidar.

Bolsonaro permanece em campanha e com a prática de ocupar todo o espaço que consiga ocupar na imprensa. Então, a decisão dele não tem como objetivo mandar o filho para Washington, mas ocupar o espaço com mais uma polêmica. O tempo dirá. Se Jair Bolsonaro quiser mesmo o filho em Washington, ele conseguirá que o Senado aceite a nomeação. Então, se Eduardo Bolsonaro permanecer na Câmara, se terá a resposta. Bolsonaro quer ser o dono da agenda da imprensa.

Mais Publicações

Cometário rápido

A DEMOCRACIA E O GOLPE. 

Carnaval de 2024.  O último capítulo do livro “Sexta-feira, 13 – os últimos dias do governo João Goulart”, o autor Abelardo Jurema, Ministro da Justiça

Quer aprender mais sobre política?

Conheça nosso curso.